Skip to main content

Estudantes ensinam estudantes através de vídeos online. Confira os benefícios:

Imagem

 

Geralmente o modelo adotado em sala de aula é o comum: quem está à frente tem todo o conhecimento e o direcionam para a plateia, que nesse caso são os alunos.

 

E na maioria das vezes quem está à frente são os professores. Afinal, eles têm mais conhecimento e experiência em ensino que os alunos. Em alguns casos, determinados alunos tem maior dificuldade para aprender e por isso precisa de uma atenção maior.

 

E quem poderia ajuda-lo além dos professores? A resposta é um tanto quanto curiosa, mas acredite, os próprios colegas de sala, podem contribuir e muito. Eles falam a mesma língua e podem transmitir de forma mais simples o que aprenderam para quem não conseguiu entender.Como a tecnologia está cada vez mais próxima, os vídeos já se tornaram parte importante da educação moderna, seja por meio de plataformas conhecidas como Khan Academy ou de conteúdo criado por professores para o uso de seus estudantes.

 

Os vídeo tutoriais podem ajudar os estudantes com suas dúvidas, tarefa de casa ou preparação para provas e testes. Portanto, uma nova forma efetiva de aprendizado está se formando: os próprios estudantes estão fazendo vídeos para outros estudantes.

 

A estudante Shilpa Yarlargadda, que mora na Califórnia nos Estados Unidos, estava em seu último ano do Ensino Médio quando sentiu uma grande dificuldade com algumas disciplinas e se viu caindo de período.oi então que ela começou a procurar vídeos tutoriais online para tentar ajudar no seu aprendizado. Em entrevista a um jornal americano, ela conta que percebeu que aprendia melhor as matérias mais difíceis através das explicações de seus amigos.

 

Shilpa estava com dificuldade em Química e quando finalmente conseguiu assimilar conteúdo, ela também começou a fazer vídeos sobre a matéria para ajudar seus colegas que estavam em Química básica.A estudante criou junto a amiga Roya Huang o Club Academia, uma plataforma para hospedar vídeos tutoriais criados por alunos do ensino médio para ajudar outros estudantes.

 

“Quando os próprios estudantes explicam, eles conseguem tornar o conteúdo relevante para sua vida tornando o material bem mais animado e motivador” diz Shilpa.

 

Huang ficou famosa em alguns círculos educacionais por um vídeo que ela fez explicando o conceito de posição e deslocamento na Física, contando uma história de como uma garota que queria sentar ao lado de um garoto no cinema, mas não tão perto para não demonstrar que seu interesse era óbvio.

 

“Quando você consegue fazer isso por outra pessoa de forma efetiva, se torna também gratificante. O elemento mais importante na hora de fazer um vídeo interessante e relevante é a paixão do estudante-tutor pela matéria. O fato do estudante curtir a ideia de que ele mesmo está ensinando facilita a criação de maneiras diferentes de relacionar o conteúdo dado com o dia-a-dia de seus colegas.”

 

A estudante conseguiu se superar. Se formou no Colégio Gunn em Palo Alto, Califórnia no ano passado e agora está tirando um ano de intervalo para explorar mais as oportunidades para expandir o Club Academia.

 

O exemplo das duas estudantes deve ser visto como um passo positivo para o ensino. Os vídeos são excelentes ferramentas para engajar estudantes e fazer com que eles façam parte do outro lado do sistema de ensino.

 

Baixe nosso Ebook gratuito com dicas essenciais para transformar sua aula em vídeo-aula.

5 dicas para transformar aula em vídeo aula

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *