Skip to main content

Ensino híbrido mescla ambiente virtual com presencial

Novo método melhora qualidade no aprendizado do aluno contemporâneo

Foto cropada


Estudar em uma biblioteca cercado de livros, papeis e anotações é cada vez menos comum no cotidiano do aluno contemporâneo. Hoje, ao mesmo tempo em que ele discute uma disciplina com um professor ou com colegas de sala de aula, o telefone, o tablet ou o computador está ao lado sempre com a internet ligada.

A busca pela informação e a discussão sobre determinado assunto acontece simultaneamente. Embora haja diversas ferramentas de distração nestes aparelhos, é nos eletrônicos que o aluno pesquisa assuntos de interesse escolar, forma opinião, discute temas relacionados às matérias escolares e se informa diariamente sobre as notícias do mundo.

Associar toda essa tecnologia e mesclá-la à educação presencial tradicional parece estar distante da realidade atual, mas está mais próximo do que se imagina. Escolas e especialistas têm desenvolvido diferentes projetos e experiências para que o aluno estude sozinho ou em grupo em ambientes virtuais e, de certa forma, personalize o próprio estudo, fazendo uma rotatividade com o ensino presencial.

O método é conhecido como “ensino híbrido” ou “blended learning” em inglês. Categoricamente defendido como “a solução para a educação” pelo especialista americano e renomado Michel Horn, que escreveu o livro Disrupting Class: How Disruptive Innovation Will Change the Way the World Learns (Classe disruptiva: como a inovação disruptiva vai mudar a forma como o mundo aprende).

Ter acesso à ambientes virtuais seja para tirar dúvidas, rever todo o conteúdo obrigatório gerado em sala de aula, palestras e fazer pesquisas, segundo o especialista, aumenta a capacidade de concentração do aluno, além de melhorar a qualidade do aprendizado. Isso porque ele já está inserido neste contexto.

 

Aprendizado contínuo

O ensino híbrido tem como principal foco o “aprendizado contínuo”, ou melhor, ideia de que o que se aprende na escola é levado para todas as circunstâncias da vida. E é justamente isso que uma professora de uma escola pública da Califórnia nos Estados Unidos, tem feito com os alunos.

Alison Elizondo se tornou referência no assunto, por que depois de fazer um ensino rotativo em que os alunos têm acesso a ambientes virtuais e presenciais dentro da sala de aula, os estudantes apresentaram uma taxa de proficiência de 80%.

O programa de ensino dela estimula o aluno a ajudar o outro em pesquisas em plataformas on-line. Desta forma, o aluno é o centro do processo de ensino aprendizado. Ainda na sala de aula de Alison Elizondo, os estudantes fazem vídeos tutoriais de como lidaram com os desafios, para deixar de instrução para os outros grupos.

E isso pode ser acessado por todos gerando a curiosidade, capacidade de comunicação e aumentando a habilidade de compreensão do problema do outro. Em entrevista a um site especializado a professora ressaltou que a tecnologia tem um papel importante na abordagem e contribui muito para essa liberdade.

“Quando os alunos se sentem mais estimulados e inspirados, passam a entender que o aprendizado é contínuo durante a vida, que não é restrito ao ambiente escolar”, declarou.

Rever conteúdo presencial estimula aprendizado

Quando o aluno tem a possibilidade de rever a explicação do conteúdo gerado em sala de aula, a capacidade de concentração e de aprendizado pode ser ainda maior. Isso porque rever a explicação do professor na tela do computador ou de qualquer aparelho eletrônico, como smartphones, tablets ou TV, é prático e simples.

Por terem crescido em frente à esses aparelhos, os alunos contemporâneos têm facilidade em lidar com diferente plataformas e o ambiente virtual acaba se tornando o próprio ambiente dele de forma natural.

Quer aplicar Ensino híbrido em sua escola? Entre em contato conosco da  Replay4me  para saber mais

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *